Como tratar os efeitos da glicação na pele do seu paciente?

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp

Uma grande parcela dos pacientes que buscam clínicas estéticas, tem o objetivo de obter rejuvenescimento facial. E o que provoca efeitos de envelhecimento no rosto? A glicação pode ser uma das grandes responsáveis. Por isso, neste artigo você verá como tratar os efeitos da glicação na pele do seu paciente.

Primeiramente é válido relembrar que a glicação é um processo que une uma molécula de glicose com uma de proteína (como o colágeno e elastina).

Essas proteínas são as responsáveis por deixar a pele mais firme e com aspecto jovem. Nessa união, a proteína fica instável, se quebrando e refletindo em danos na pele da pessoa, como a formação de rugas e a perda de elasticidade e de tonicidade.

Como a glicação acontece?  Ela ocorre quando temos um grande volume de açúcar no nosso organismo e outros carboidratos que geram alto índice glicêmico.

Além de efeitos na pele, a ingestão em excesso de carboidratos está associada a uma série de complicações, o que pode incluir diabetes e problemas cardiovasculares.

Orientação para o paciente

Quando recebemos um paciente que quer tratar os efeitos da glicação na pele, como rugas, linhas de expressões e outros problemas no rosto, é necessário orientar ele sobre os motivos das queixas e a maneira correta de cuidar daquela afecção.

A idade considerada ideal para começar a cuidar da pele, segundo especialistas, é em torno dos 25 anos. Desta maneira, o uso dos antiglicantes já podem ser incorporados na rotina de beleza da pessoa como um modo de prevenção.

A rotina de tratamento com antiglicantes pode ser seguida em casa, e, além disso, graças aos estudos e avanços tecnológicos, no mercado de estética é possível reverter esse processo de degeneração provocado pela glicação, com procedimentos não invasivos.

Esses temas também podem te interessar:
Saiba tudo sobre procedimento estético para rejuvenescimento
Conheça 3 Tratamentos de Rejuvenescimento Para Oferecer Aos Seus Clientes

Tratamento para pele glicada

Sabemos que para deixar a pele mais jovem e bonita, é extremamente importante ter um ritual de cuidados, além de uma alimentação regrada.

Produtos antioxidantes, neutralizam os radicais livres (que são responsáveis por cerca de 90% do envelhecimento precoce). Esses produtos também agem para inibir os danos da glicação.

Outros processos que também colaboram, são os peelings químicos ou microagulhamento, que possuem o poder de estimular a produção de colágeno e a renovação da pele.

Entretanto, em pacientes que querem resultados mais rápidos e surpreendentes, o ideal é aplicar protocolos estéticos que utilizam tecnologias de ponta para isso.

Tratar os efeitos da glicação com Hybrius

A tecnologia do Hybrius, possui o grande poder de estimular a produção de colágeno e elastina, o que consequentemente resulta no rejuvenescimento da pele. Isso acontece através da ponteira de radiofrequência do Hybrius.

Esse procedimento permite que você libere seu paciente para sua rotina habitual, já que não utiliza anestesias e o melhor de tudo, já dá sinais na primeira sessão, com um efeito lifting imediato. O tratamento para produção de colágeno e elastina realizado com o Hybrius, pode ser realizado semanalmente o que acelera ainda mais os resultados.  

Neste artigo, vimos como você pode tratar os efeitos da glicação e orientar seu paciente que sofre com esses danos.

O investimento em protocolos e tecnologias, pode render um lucro rápido para sua. Se você gostou desse conteúdo, continue acompanhando nosso blog e fique por dentro de todas as novidades do mercado de estética.

 

 

 

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba todas as novidades
da Adoxy no seu e-mail