Seios caídos: 4 atitudes que estão piorando o problema!

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp

Você sofre com seios caídos? De que forma a flacidez da mama prejudica a relação com o seu próprio corpo? Esse é um problema que afeta muitas mulheres e, se você é uma delas, chegou ao lugar certo! Na maioria dos casos, a genética e o envelhecimento são os grandes responsáveis pelos seios flácidos, sobretudo porque, com o passar dos anos, nossa pele vai perdendo gradativamente sua sustentação. O que muita gente não sabe é que hábitos do dia a dia podem acelerar e até piorar essa afecção. Neste post, vamos explicar algumas atitudes prejudiciais e dar dicas de tratamentos eficazes para quem deseja tratar os seios caídos. Fique com a gente nessa leitura feita especialmente para você recuperar sua autoestima! 

Mas afinal, por que as mamas caem? O seu volume é sustentado pela pele, que estica caso elas aumentem de tamanho. Se há uma diminuição novamente neste volume, ocorre a flacidez naquele local, já que a pele não consegue retornar ao que era antes. Isso pode acontecer, por exemplo, em situações de variações de peso e na gravidez. Outro fator é o próprio envelhecimento, já que há uma diminuição no colágeno e elastina que dão firmeza à pele.  Entretanto, isso não ocorre de forma igual para todos: há hábitos que podem acelerar esse processo, fazendo com que algumas mulheres sofram mais que outras com seios caídosVeja, agora, 4 dicas que podem evitar que esta afecção piore!

1) A exposição solar

É isso mesmo! Se expor ao sol sem proteção e em excesso ao longo da vida pode ter relação com seios caídos. Isso porque a radiação ultravioleta prejudica as fibras colágenas, aumentando a chance de flacidez de pele em diversos locais do corpo. A proteção solar deve ser diária. Outra dica importante é se preservar nos horários de pico, entre 10h e 16h. Lembre-se de também passar o filtro solar no colo, sobretudo quando sair com decote.

2) Tabaco e bebida alcoólica

Tanto o cigarro, quanto o álcool também são grandes inimigos do colágeno. E, como vimos anteriormente, um organismo com deficiência desta substância tende a ter a pele mais flácida, com reflexos por todo o corpo, incluindo nos seios caídos. Então, se você quer prevenir e impedir que o problema avance, reveja esses hábitos na sua rotina.

Separamos outros textos do nosso blog que podem te interessar! 
Leia o guia completo de cuidados com a pele para prevenir o envelhecimento
Gordura no rosto? 2 dicas para reduzir volume sem cirurgia

 3) Variações de peso 

Já vimos que as variações de peso estão entre as causas dos seios caídos, mas como evitá-las? Não tem jeito: alimentação equilibrada e atividade física regular. Ainda assim, temos algumas dicas: ao praticar exercícios de impacto, como corrida, você não deve esquecer de um top que garanta sustentação adequada para suas mamas, evitando que o balanço repetitivo as prejudique.

Outra questão é que os alimentos também têm relação direta com a qualidade e quantidade do colágeno em nossa pele. E, como vimos, o colágeno prejudicado pode piorar a flacidez das mamas. Alguns itens, como carboidratos refinados, açúcares, carnes processadas e fast-food são extremamente maléficos para as fibras colágenas.

Em compensação, dentro de uma dieta balanceada, há alimentos capazes de estimular a produção do colágeno. Carne vermelha; ovo; oleaginosas – como nozes e castanha; leguminosas – como lentilha e feijão; frutas e alho são boas opções. 

4) Falta de hidratação

Um corpo desidratado tende a ter deficiência de colágeno. Se você já tem predisposição a ter seios caídos, pode estar prejudicando ainda mais o problema se não beber a quantidade correta de água diariamente. Além de se hidratar por dentro, use cremes hidratantes. Eles ajudam a dar mais saúde à pele, evitando a flacidez.

É possível tratar os seios caídos sem cirurgia?

Sim, é possível tratar os seios caídos, mais conhecidos tecnicamente como “ptose mamária”. Além disso, nem toda flacidez de mama precisa ser tratada com cirurgia. A estética tem procedimentos extremamente eficazes para combater o problema. A grande vantagem dos tratamentos não invasivos é que eles não fazem cortes e não utilizam agulhas na pele. Os cuidados antes e depois das sessões também são menos complexos dos pré e pós-cirúrgicos. É possível, por exemplo, fazer a aplicação em um dia comum de trabalho e continuar a sua rotina normalmente. 

Uma das técnicas mais impactantes para tratar ptose mamária de forma não invasiva é o Andrus Criofrequência. 

Como ele funciona no tratamento de seios caídos? 

Ele tem uma tecnologia que promove um efeito de choque-térmico na pele, sem agredi-la. É justamente este fator que consegue estimular a produção de novos colágenos e elastina pelo corpo, além de estimularem a contração das fibras colágenas, promovendo um efeito “lifting” visível logo nas primeiras sessões. Entre os efeitos do Andrus Criofrequência, estão também a oxigenação e nutrição local, trazendo melhoras para o aspecto do tecido como um todo. 

O procedimento para seios caídos com Andrus dói? 

Não! A técnica é bem confortável ao paciente. Justamente por utilizar uma temperatura fria no manípulo, fazendo com que você sinta um “geladinho” durante a sua sessão.

+ Gravamos um vídeo explicando como o Andrus Criofrequência atua no tratamento de estrias. Assista no Youtube!

Se você chegou até aqui, já sabe que não precisamos conviver com detalhes que prejudicam a relação com o nosso corpo. Sempre podemos melhorar a beleza que a gente já tem e, para isso, mudanças de hábito são fundamentais, mas, graças a tecnologia, a estética também é uma grande aliada!

Se tiver dúvida sobre o tratamento com o Andrus para seios caídos, ou qualquer outra tecnologia desenvolvida pela Adoxy, entre em contato com a gente pelo Instagram!

Nosso objetivo é sempre munir você do máximo de informação, para que possa sempre buscar a sua melhor versão.

LEIA MAIS

conheça as vantagens de contar com um aparelho de ultracavitação

O Que é e Para

O aparelho de ultracavitação é um ultrassom de baixa frequência...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba todas as novidades
da Adoxy no seu e-mail