Mercado da Estética — 3 Fatos que Você Precisa Saber para Empreender no Ramo

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp
mercado da estética está em alta

De acordo com dados divulgados pela Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC), de 2014 a 2019, o mercado da estética cresceu 567% no Brasil. Nesse mesmo período, o número de profissionais da área aumentou de 72 mil para mais de 480 mil.

Em meio a tanto crescimento, empreender no ramo é bastante promissor. Entretanto, é necessário saber alguns fatos antes de iniciar essa jornada, confira a seguir!

1. Entenda em qual área do mercado da estética deseja atuar e quais equipamentos utilizará

O mercado da estética é bastante amplo, por isso, entender em qual área deseja focar é essencial para que possa pensar em um menu de serviços que pretende oferecer e conseguir decidir as tecnologias e os protocolos que irá realizar e quais equipamentos não podem faltar em sua clínica.

Optar por aparelhos que sejam passíveis de receber atualizações, sem precisar realizar a compra de um novo, é essencial.

Imagine que fez um investimento em um equipamento que não seja possível de ser atualizado. Se em um ano for lançado um novo, o seu ficará obsoleto, sendo necessário um grande investimento novamente para estar atualizado.

Quando é possível receber atualizações de software, você se mantém sempre entre as atualidades do mercado, sem que seja necessário um grande investimento novamente.

Isso porque, com isso, o investimento se torna menor, já que não é necessário adquirir um equipamento a cada ano, e você terá sempre seus aparelhos atualizados.

2. Saiba gerir o seu negócio

É importante entender assuntos de gestão de negócios em geral para começar a empreender neste ramo. Para isso, você precisará saber questões como: fluxo de caixa, biossegurança e como comandar uma equipe.

Para adquirir esses conhecimentos, é possível realizar cursos, ler livros e, até mesmo, assistir videoaulas.

Além disso, esteja sempre atento às inovações tecnológicas na área de estética, pois as novidades podem trazer soluções que ajudam no dia a dia dos profissionais que trabalham na área e podem trazer muitos resultados aos clientes.

3. Tenha uma meta para seu negócio

Para empreender, é necessário um investimento inicial. A partir do momento de abertura da clínica, o valor investido precisa ser pago, ou seja, ter um retorno, para que o negócio seja viável. Depois, é possível começar a pensar no lucro!

Por isso, é importante calcular quantos atendimentos deverão ser realizados até a quitação do investimento inicial. Para esse cálculo, é necessário avaliar quanto você precisa ganhar para que o negócio “se pague” e haja um equilíbrio.

Para isso, é importante avaliar os seguintes aspectos:

  • custos fixos: são as contas que você precisa pagar independentemente de quantos atendimentos você faça por mês. Por exemplo: aluguel, água, luz, telefone, suas horas de trabalho etc;
  • custos variáveis: são os gastos que variam para cada atendimento que você realiza. Por exemplo: descartáveis (como gaze e algodão), cosméticos, aluguel do equipamento, etc.

Entendido isso, o cálculo é feito da seguinte maneira:

custo fixo / (preço do seu serviço – custo variável) =

Feito isso, você já terá uma visão de grande parte do que é necessário dos gastos para empreender.

Gostou de saber como empreender no mercado da estética? Confira outros artigos como esse no blog da Adoxy.

LEIA MAIS

conheça as vantagens de contar com um aparelho de ultracavitação

O Que é e Para

O aparelho de ultracavitação é um ultrassom de baixa frequência...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba todas as novidades
da Adoxy no seu e-mail