LED e laser: o segredo para pele lisinha, sem irritações

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp

Você não aguenta mais o incômodo de pele irritada causada pelos métodos de depilação convencionais? Seu sonho é ter a pele lisinha mas, constantemente, sente vergonha da vermelhidão e irritação que a lâmina e a cera deixam no seu corpo? Quantas vezes você viu o pelo crescer tão rápido que até abriu mão de depilar novamente para não agredir mais a sua pele? Seus dias de sofrimento estão contados! A depilação definitiva é sim um ato de amor a nós mesmas e traz incontáveis benefícios, no entanto, é preciso conhecer bem sobre as atuais tecnologias para escolher uma que seja indicada para o seu fototipo, ou seja, o tom de pele. Neste post, vamos explicar a diferença entre o LED e laser e tirar todas as dúvidas para quem está interessada no tratamento!

Pronta para, finalmente, ter uma pele lisinha de verdade? Então fique com a gente na leitura!

Qual é a diferença entre LED e laser?

As duas tecnologias possuem o mesmo objetivo, que é a remoção completa dos pelos. A grande diferença entre o LED e laser está na fonte de luz utilizada. Mas, afinal, o que isso representa na prática? Vamos explicar melhor a seguir!

Preciso sentir dor durante a depilação definitiva?

Alguns procedimentos são mais confortáveis que outros. O laser utiliza uma luz quente durante a aplicação e não consegue se manter resfriado. Isso faz com que as sessões sejam mais dolorosas. O LED possui uma tecnologia chamada “extreme cooling”, com ponteiras resfriadas. Esse “geladinho” na pele é capaz de promover aplicações com mais conforto.

LED e laser: qual é a melhor para meu tipo de pele?

O LED e laser também se diferem quando o assunto é o fototipo do paciente. Pessoas mais branquinhas, e com pelos mais escuros, têm mais facilidade em encontrar tratamentos indicados para elas. No entanto, quanto mais negra é a pele, mais melanina ela contém. É justamente a melanina responsável por transmitir a energia do equipamento até o pelo, destruindo-o definitivamente. Por isso, quando a pele tem muita melanina, a luz a atinge com maior incidência.

Em certos procedimentos, incluindo alguns lasers, isso significa aplicações bastante dolorosas ou até o surgimento de manchas. Devido à tecnologia extreme cooling, e por conseguir direcionar melhor sua energia, a depilação a LED trata com conforto pessoas de todos os fototipos, sem riscos adicionais devido à cor da pele.

Em quais lugares posso fazer depilação a LED e laser?

As depilações a LED e laser podem ser feitas na face, pescoço, peitoral, abdômen, braços, região íntima, virilha, base peniana, axilas, costas, ânus, glúteos, pernas, ombros, pés e mãos.

Os pelos nunca mais retornam?

As depilações a LED e laser precisam de manutenções, que ocorrem, geralmente, uma vez ao ano. Isso porque, devido a questões hormonais, novos pelos podem voltar a aparecer. No entanto, eles crescem bem finos e espaçados.

Quantas sessões são necessárias?

Esse número varia em relação ao tipo de pelo e pele do paciente, mas tende a ser de 8 a 10 aplicações, com espaçamento de cerca de um mês entre elas. As sessões também costumam ser bem rapidinhas.

A depilação definitiva causa manchas na pele?

Não! Feito por um profissional qualificado, o tratamento não causa manchas na pele. Além disso, ao deixar de usar a lâmina ou cera – técnicas que escurecem a região – a área tende a ficar mais clarinha.

É verdade que protege contra infecções?

Sim! Áreas com muito pelo, suor e pouca circulação de ar são ambientes perfeitos para proliferação de fungos e bactérias, por isso, se depilar pode sim evitar infecções! Além disso, ao optar pela depilação definitiva, você abre mão de métodos que deixam a nossa pele mais vulnerável a fungos e bactérias, como a lâmina ou a cera.

Outro ponto positivo é que a depilação definitiva também pode ser uma grande aliada no tratamento de foliculite, aquelas bolinhas vermelhas que aparecem na pele, frutos de infecções nos folículos pilosos.

Pelos brancos podem fazer depilação?

Infelizmente não! Como falamos anteriormente, as depilações a led e laser precisam de melanina para conduzir a energia. Como pelos brancos não possuem melanina, esse transporte não acontece. Por isso, o ideal é que você faça o tratamento antes dos pelos brancos aparecerem.

Preciso deixar os pelos grandes durante o tratamento?

Não! Você pode continuar de depilando com a lâmina. A única regra é não utilizar métodos que os eliminem pela raiz, como a cera ou pinça.

Posso me bronzear durante o tratamento?

Nem todos os procedimentos são indicados para esse caso, mas a depilação a LED também pode ser feita em peles bronzeadas. A recomendação é comunicar o profissional que você se expôs ao sol, além disso, evitar o bronzeamento nos dias próximos às sessões.

Posso depilar em áreas com tatuagem?

As depilações a LED e laser não podem ser feitas em cima de tatuagens ou pintas escuras. Faça o seu tratamento antes de se tatuar.

O tratamento faz mal ou dá câncer?

A depilação definitiva não faz mal e nem aumenta os riscos de câncer. Para garantir sua segurança, você sempre deve fazer o procedimento com especialistas qualificados. Procure sobre eles na internet e busque indicações com outros clientes, por exemplo.

Ainda assim, é importante verificar a tecnologia utilizada na clínica ou franquia, para não correr o risco de fazer o tratamento com um equipamento não registrado na ANVISA ou que não seja indicado para o seu tipo de pele.

Reunimos outro conteúdo sobre depilação para você!
Depilação com cera e lâmina: os vilões da saúde

Importante reforçar que, atualmente, o único aparelho de depilação a LED no Brasil é o Holonyak, tecnologia da Adoxy.

Grávidas ou lactantes podem fazer o tratamento?

Embora não haja nenhuma prova de que a depilação definitiva faz mal para gestantes, a recomendação é não realizar o tratamento durante a gravidez. Para lactantes, o procedimento está liberado!

Pacientes com histórico de herpes podem fazer o tratamento?

Se estiver com feridas, não. No entanto, mesmo que não esteja ativa, é sempre importante comunicar o profissional sobre o seu quadro clínico durante a avaliação.

Enfim, agora que você já sabe tudo sobre depilação a LED e laser, não precisa mais conviver com irritações causadas pelos antigos métodos. Você merece pele lisinha, com conforto sim!

Ficou ainda alguma dúvida? Deixa pra gente aqui nos comentários!

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba todas as novidades
da Adoxy no seu e-mail