O que é fibrose e como tratar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp

Quem já passou por algum processo de cicatrização com ocorrência de fibrose sabe que essas marcas podem afetar muito a autoestima. Ela pode acontecer após um trauma ou procedimento cirúrgico, incluindo cirurgias plásticas. Mas, afinal, o que é fibrose? Existe tratamento? 

Neste artigo, vamos explicar o que é fibrose e te mostrar alguns tratamentos para você se livrar de vez deste problema que vem te deixando triste com o seu corpo. Fique com a gente na leitura!

O que é fibrose?

“Para entender o que é fibrose, você precisa antes saber que é algo normal num procedimento cirúrgico. Contudo, quando ela passa a lhe comprometer, é necessário tratamento!”

Fibrose é nada mais do que uma resposta do organismo ao trauma gerado pela agressão cirúrgica. Dessa forma, a fibrose pós-cirúrgica é uma cicatrização interna da área submetida ao procedimento.

Com isso, quanto maior a lesão derivada do procedimento, maior a fibrose cicatricial. Contudo, ela não é o resultado final do processo, principalmente quando bem conduzido pelo profissional.

Como ocorre a fibrose?

Após o trauma (ou seja, a cirurgia), o seu organismo começa um processo de reparo para cicatrização interna da região. Dessa forma, busca restabelecer todas as funções dos tecidos afetados pela cirurgia.

Essa cicatrização ocorre em diferentes fases, que se sobrepõem no processo. Além disso, pode envolver tecido cicatricial em excesso e desorganizado.

Por isso, esse processo deve ser conduzido por um profissional de maneira rígida e séria, de forma que não se torne uma fibrose anormal.

Onde ocorre a fibrose?

Depende da cirurgia. Se foi feita uma lipoaspiração, por exemplo, ocorre na barriga, devido ao grande deslocamento de pele e incisões.

Também pode ocorrer nas mamas no pós-operatório de mamoplastia e mastopexia, por exemplo.

Como ocorre a fibrose anormal?

A fibrose se torna uma complicação, assumindo tamanhos maiores e gerando mais incômodo, quando a cirurgia causa lesões às células. Com isso, surgem nódulos, endurecimento da pele, desconforto, além de dificuldade no movimento.

Quando há essas lesões às células, ocorre uma reação inflamatória, inchaço e roxo. Sendo assim, acontece acúmulo de proteínas na região, o que faz o organismo trabalhar em excesso.

Com isso, há mais colágeno sendo produzido do que deveria, resultando na cicatrização intensa com irregularidades na estética. É algo decepcionante para quem passou por um tratamento estético, mas não é intratável.

Como você pode evitar a fibrose?

A melhor forma de evitar fibrose é escolhendo bem o profissional que irá te atender, de modo que sejam usadas as técnicas e recursos apropriados para isso, além de seguir as recomendações no pós-operatório, evitando, por exemplo, drenagens linfáticas muito baratas, que podem acabar atrapalhando o processo de recuperação. Outras dicas são:

  • Escolher um fisioterapeuta com domínio no pós-operatório;
  • Não fazer tratamentos muito agressivos ao tecido;
  • Usar placas de contenção;
  • Respeitar as amplitudes de movimento sugeridas.

E se a fibrose anormal ocorrer: o que fazer?

Há tratamento para fibrose cicatricial, feito quando a fibrose gera limitação, ou quando compromete o resultado estético.

Quanto antes for tratada, mais fácil é o processo. Por isso, é importante afirmar que fibrose tem cura e um dos melhores tratamentos disponíveis é a radiofrequência

Fibrose tem cura: quais são os tratamentos disponíveis?

Agora que sabe o que é fibrose, normal ou anormal, é importante que saiba que existe tratamento para fibrose. Ele devolve a função a nível da pele e restabelece a mobilidade do corpo, sem a presença de desconforto.

É necessário conferir se realmente se trata de fibrose, de forma a evitar qualquer engano. Uma das técnicas mais indicadas é a Terapia Híbrida (Hybrius), através da Radiofrequência. 

No caso da fibrose, o Hybrius tem capacidade de estimular a circulação sanguínea local e proporcionar um rearranjo nas fibras de colágeno. Além disso, há uma renovação celular, melhorando o aspecto da pele. Outra tecnologia que pode ser usada para tratar a fibrose é o Andrus Criofrequência. A partir do Symbios, manípulo exclusivo dessa plataforma, é possível atuar tanto com a Radiofrequência e a terapia manual simultaneamente, ampliando o tratamento contra a fibrose. 

Conclusão

Fibrose pode ocorrer em qualquer corpo que passe por um procedimento estético. Contudo, quando é fibrose anormal ou prejudica sua autoestima, você deve buscar por um tratamento.

Ao contar com a tecnologias como o Hybrius, Andrus e o Symbios, você tem uma opção segura para lidar com a fibrose anormal. 

Se ainda tiver dúvidas sobre o que é fibrose, entre em contato com a Adoxy!

LEIA MAIS

conheça as vantagens de contar com um aparelho de ultracavitação

O Que é e Para

O aparelho de ultracavitação é um ultrassom de baixa frequência...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba todas as novidades
da Adoxy no seu e-mail