5 Motivos para não reutilizar as Membranas Anticongelantes

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp

A criolipólise é um procedimento estético não invasivo para a redução de gordura localizada e seguro, principalmente quandoo protocolo é seguido, é muito importante que o profissional não reutilize membranas anticongelantes.

O procedimento promove a perda de calor no tecido adiposo, entregando temperaturas que variam de 8ºC a -15ºC na pele do paciente. O frio extremo induz à cristalização dos lipídios (gordura), consequentemente ocasionando a destruição das células de gordura. 

Levou um susto ao ver que as temperaturas podem chegar de 8ºC a -15ºC? E a pele do paciente, como fica após a realização do tratamento?

Nesse momento explicamos a importância das membranas anticongelantes durante um processo de criolipólise. O principal objetivo desse material é proteger a pele do cliente, prevenindo queimaduras ocasionadas pelo frio. As membranas são consumíveis, devem ser utilizadas apenas uma vez, e nós vamos listar cinco motivos para você não reutilizá-las.

Confiança

já foi a época que os consumidores realizavam procedimentos estéticos sem saber do que se tratavam. Hoje em dia eles têm acesso ao passo a passo, depoimentos de quem já passou pelo procedimento, ganhar sua confiança é muito mais difícil. Nossa primeira dica é: dê mais informações a esse cliente! Abra a membrana na frente de cada paciente e descarte-a também na frente dele ao terminar o protocolo, assim ele poderá ter a certeza de que não será reutilizada.

Composição da Membrana

As mantas anticongelantes são compostas por um tecido desenvolvido para suportar a pressão negativa que o manípulo exerce durante o protocolo, de modo que não se rompa durante esse processo expondo o paciente a possíveis queimaduras. Quando você corta essa manta, você destrói a trama do tecido, fazendo com que ele se rompa com mais facilidade. O material não foi desenvolvido para sofrer essa ruptura, procure mantas de tamanhos diferentes para que possa trabalhar diversas áreas com segurança.

Falando sobre a composição da manta, diferente do que muitos pensam, o gel não é composto apenas por glicerina, são necessários mais componentes para que ela consiga cumprir a função de manter a pele isolada de riscos e ferimentos. Sendo assim, não adianta lavar a manta e passar um pouco de glicerina, o seu paciente estará exposto a riscos do mesmo jeito.

Queimaduras

Assim como o calor, o frio também pode queimar a pele de uma pessoa. Quem já viu ou presenciou uma queimadura ocasionada por um procedimento de criolipólise sabe que é extremamente doloroso e deixa marcas, tanto na pele quanto no psicológico do paciente. Ao reutilizar esse consumível você se expõe a um risco gravíssimo.

Segurança

As membranas anticongelantes garantem não só a segurança do paciente, bem como a sua também! A sua clínica pode ter anos de mercado, mas depois de uma queimadura toda a sua credibilidade é colocada em jogo e ninguém quer isso.

O que aprendemos?

Não podemos reutilizar, cortar ou lavar esse conssumível.

Agora que você já decorou esses cinco motivos fique atento e não reutilize membranas anticongelantes durante um protocolo de criolipólise nunca mais.

A Adoxy está aqui para te ajudar! Preocupados com a segurança durante os procedimentos de criolipólise desenvolvemos a Ice Care, produzida com um exclusivo gel proporciona a devida proteção para a pele do paciente! Comercializada em dois tamanhos, M e G, proporciona melhor abordagem em áreas distintas, como papada e abdômem. Além de ser registrada como produto médico na ANVISA, possui também protetor umbilical. Saiba mais!

LEIA MAIS

conheça as vantagens de contar com um aparelho de ultracavitação

O Que é e Para

O aparelho de ultracavitação é um ultrassom de baixa frequência...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba todas as novidades
da Adoxy no seu e-mail