Supramáximus para além da estética

Este artigo toma como base o estudo que avaliou os efeitos da terapia de campo eletromagnético para a força muscular e a volta das capacidades funcionais de pacientes idosos com sarcopenia.

Antes, vamos contextualizar o que é sarcopenia. Trata-se da perda progressiva e generalizada de massa e função muscular.

O estudo foi desenvolvido por Patrícia Sardinha Leonardo, Katiele Rodrigues da Silva Cardoso, Bruno Oliveira Silva, Ruan Oliveira Silva, Helen Cristina de Araújo Silva, Paulo Ricardo Pinheiro França, Beatriz Nascimento Souza, Isabella Layne Teodoro Moreira, Carly de Faria Coelho, Cláudia Santos Oliveira, Alberto Souza de Sá Filho, Rodrigo Álvaro Brandão Lopes-Martins

O que é a Avaliação da Terapia de Campo Eletromagnético Pulsado?

A Avaliação da Terapia de Campo Eletromagnético Pulsado (PEMF) é uma pesquisa que submeteu idosos a diferentes a campos magnéticos alternados para induzir correntes elétricas no tecido neuromuscular, causando contrações supramaximais.

O intuito da pesquisa é realizar uma investigação para avaliar o conceito de que a tecnologia PEMF é capaz de produzir ganhos na força muscular e funcionalidade em idosos, contribuindo para a prevenção da sarcopenia.

A pesquisa envolveu 15 idosos de ambos os sexos, com idades entre 65 e 80 anos, classificados de acordo com o grau de fraqueza muscular. Os idosos foram submetidos a 12 sessões de terapia PEMF, três vezes por semana, aos estímulos.

Os resultados mostraram uma redução significativa no tempo de execução do teste funcional TUG (Timed Up and Go), além de um aumento médio de 27% na força muscular após o tratamento com PEMF. Com isso, conclui-se que a Terapia de Campo Eletromagnético se mostrou eficaz na melhoria da força muscular e funcionalidade em pacientes idosos com sarcopenia.

Como funciona na prática?

Embora aja estimulação nos músculos, ela não ativa os receptores de dor, tornando a terapia uma opção de tratamento não invasiva e indolor. Estudos demonstraram que a terapia PEMF pode induzir a hipertrofia muscular, sugerindo seu potencial para a indução não invasiva do crescimento muscular.

Até então, a atividade física com foco no treinamento de resistência (força), é a primeira recomendação como terapia para o gerenciamento da sarcopenia. Muitos estudos clínicos randomizados e controlados demonstraram efeitos positivos do treinamento de resistência na massa muscular, força muscular e desempenho físico. Embora esses protocolos sejam considerados padrão de referência para a prevenção e tratamento da sarcopenia em idosos, algumas inovações tecnológicas já disponíveis no mercado, como a tecnologia de Campo Eletromagnético Pulsado (PEMF), podem representar um avanço importante neste tratamento.

Até o momento, 15 idosos de ambos os sexos, com idades entre 65 e 80 anos, classificados de acordo com o grau de fraqueza muscular, foram tratados. Os participantes passaram por uma entrevista de saúde padrão para idosos e receberam o tratamento padrão de alongamento muscular, aquecimento e treinamento com PEMF. Como se trata de um projeto de extensão universitária, não houve grupo de controle e os critérios de inclusão e exclusão foram limitados a doenças cardiovasculares ou alguma incapacidade de movimentar os membros inferiores. O gerador de campo eletromagnético pulsado Supramaximus™ (Adoxy Inc., Sorocaba – Brasil) foi utilizado no estudo.

Os participantes foram submetidos a 12 sessões de terapia PEMF, três vezes por semana, com diferentes parâmetros de estimulação, utilizando o equipamento Supramaximus™. As sessões incluíram contrações submáximas e supramaximas com frequências e durações específicas. A intensidade do equipamento foi ajustada de acordo com a sensibilidade do paciente, e a duração da sessão foi de 30 minutos.

Avaliação da marcha, equilíbrio postural e mobilidade funcional

A análise da marcha foi realizada. Todos os participantes usaram trajes de banho para facilitar a colocação dos marcadores reflexivos. Após as medidas antropométricas, marcadores reflexivos foram colocados em pontos de referência específicos diretamente na pele para avaliar a cinemática de cada segmento do corpo. Os participantes foram instruídos a caminhar ao longo de uma pista de 10 m em seu próprio ritmo confortável, realizando pelo menos seis tentativas. Para cada participante, foram consideradas três das seis tentativas consistentes em termos de padrão de marcha.

Quais os resultados?

  • Aumentos individuais na força muscular – todos os participantes apresentaram variações positivas na força muscular.
  • Diferenças na força muscular entre membros – não houve diferenças significativas em relação às diferenças de força entre os lados tratados, antes e depois da terapia com campo eletromagnético, ou seja, o aumento na força muscular aconteceu de maneira linear em ambos os lados tratados.
  • Teste TUG – houve redução significativa no tempo de execução com uma média inicial de 40 ± 10s para 22 ± 6s após as sessões de tratamento com terapia de campo eletromagnético pulsado

Observação: os testes de marcha e equilíbrio demonstraram uma redução média de 47% após o tratamento com PEMF por 10 semanas.

Supramáximus vai muito além da estética

Vários estudos têm mostrado que os seres humanos não são capazes de ativar completamente os músculos voluntariamente, pois a força dos músculos para contrair é limitada pelas taxas de disparo e condutividade das vias neurais. A terapia de campo eletromagnético gera impulsos independentes da função cerebral e com uma frequência tão rápida que não permite a fase de relaxamento muscular, caracterizando contrações tetânicas. Para simular condições de carga muscular, o equipamento modula a emissão de PEMF em modos submáximos e supramáximos, com intensidades e durações específicas.

O protocolo de treinamento adotado neste estudo foi significativamente eficiente para ganhar força muscular nos pacientes tratados. Todos os participantes mostraram um resultado positivo no aumento de força após as 12 sessões de tratamento.

O PEMF tem a capacidade de gerar contrações supramáximas sustentadas por vários segundos, o que aumenta significativamente o estresse/carga de trabalho se ocorrer adaptação muscular. Como já mencionado, o tratamento recomendado para a sarcopenia em idosos é a atividade física, especialmente o treinamento de fortalecimento muscular. No entanto, os métodos utilizados até o momento para ganhar força e massa muscular se concentram em exercícios de musculação ou correntes elétricas clássicas.

Este artigo é um resumo do primeiro documento na literatura científica mundial a demonstrar a eficácia da terapia PEMF usando a tecnologia Supramaximus na obtenção de força muscular e funcionalidade em pacientes idosos com sarcopenia. A terapia PEMF, pelo menos para o tratamento da sarcopenia em idosos, pode ser considerada uma importante alternativa às correntes elétricas, com maior eficácia e aceitação pelo paciente.

O documento foi publicado na Revista Terapia Manual.

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba todas as novidades
da Adoxy no seu e-mail