Laser e LED — 4 Fatos Que Precisam ser Desmistificados em Clínicas de Estética

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp

O laser e o LED são duas tecnologias bastante utilizadas nas clínicas de estética. Apesar disso, ainda existem muitas desinformações sobre esse tema.

Por isso, para celebrar este 1º de Abril (Dia da Mentira), trouxemos alguns dos principais mitos a respeito deste assunto. Veja quais são as informações que podem confundir os seus clientes e como você pode responder aos questionamentos!

Laser e LED não são técnicas confiáveis

Mito! O laser e LED, sim, são duas técnicas modernas, testadas e confiáveis, desde que os aparelhos usados tenham registro da Anvisa. No entanto, muitas pessoas ainda não entendem como elas funcionam.

Desse modo, é importante que os profissionais de estética expliquem os diferenciais com relação a outros métodos para os novos clientes, além de mostrar os resultados que já obtiveram com outros pacientes.

Essa comunicação irá ajudar as pessoas a confiarem mais na sua clínica. Até porque, não basta que o método seja seguro, é necessário que haja especialistas responsáveis por trás para garantir que tudo corra bem.

Não é possível fazer depilação a LED no rosto

Mito! Todas as regiões da pele podem ser depiladas com aparelhos de LED, como o Holonyak. Inclusive, por ter alta capacidade de criogenia e luz fria, esse equipamento é indicado para todos os fototipos.

Em outras palavras, a depilação a LED pode ser feita por pessoas de todas as tonalidades de pele, seja na região das axilas, pernas ou, até mesmo, na face. As contraindicações são mulheres grávidas, pacientes com câncer, doenças autoimunes, feridas expostas, etc.

LED e laser não podem ser usados no verão

Mito! Essas duas técnicas podem ser realizadas durante os dias quentes de verão. Porém, no caso da depilação a laser, é necessário que a pele não apresente aspecto de queimadura por exposição solar. Isso porque o laser é atraído pela melanina e, consequentemente, pode queimar a pele, por não reconhecer a diferença da superfície com os pelos.

Por sua vez, o LED utiliza uma luz fria, o que torna o processo mais confortável para todos os pacientes. Então, independentemente da época do ano, é possível que a sua clínica atenda aos clientes. O cuidado só deve ser com as orientações, como evitar luz solar uma semana após a depilação.

Além disso, os parâmetros precisam ser ajustados. A dosagem do equipamento deve ser diferente se a pessoa se expôs ao sol ou não, já que a pele está mais morena.

Depilação a LED deixa manchas

Mito. Além de não deixar manchas como outras técnicas, incluindo a lâmina de barbear, a depilação a LED apresenta resultados logo na 1º sessão. Com o Holonyak, por exemplo, a sua paciente pode terminar o tratamento em médias seis sessões, em intervalos de 30 a 45 dias entre elas.

Já pensou em oferecer mais comodidade aos seus pacientes? Isso não é um mito ou pegadinha de 1º de Abril. O Holonyak pode ajudar a sua clínica a crescer muito mais. Conheça este aparelho de depilação a LED!

LEIA MAIS

conheça as vantagens de contar com um aparelho de ultracavitação

O Que é e Para

O aparelho de ultracavitação é um ultrassom de baixa frequência...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba todas as novidades
da Adoxy no seu e-mail