Quais os Riscos da Criolipólise?

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp

A criolipólise é um procedimento não invasivo que remove aquela gordura localizada, concentrada em determinadas regiões corporais, normalmente é mais difícil de eliminar, até mesmo para pessoas que praticam exercícios regularmente e adotam uma dieta saudável. Você sabe quais são os riscos da Criolipólise?

Como Funciona a Criolipólise?

O próprio nome do procedimento já explica o seu mecanismo de funcionamento: crio (frio) + lipólise (quebra das células de gordura), ou seja, através do resfriamento as células de gordura perdem a oxigenação e morrem, sim para nunca mais voltar! Essa técnica foi descoberta em 2008 e se popularizou no Brasil em 2012. Nos primeiros artigos científicos acreditava-se que o processo era, de fato a lipólise. Após diversas pesquisas foi descoberto que o procedimento realizava a apoptose (morte programada das células) e não apoptose como acreditavam, porém o nome já era um sucesso. O correto seria “crioapoptose”.

É importante ressaltar que não é uma técnica de emagrecimento, não sendo indicado para pessoas obesas ou com sobrepeso.

O tratamento de criolipólise envolve além do congelamento a sucção da pele do paciente, exercendo uma pressão negativa na região tratada, consequentemente interrompendo a oxigenação das células de gordura, como falamos acima, ocasionando em sua morte.

O protocolo deve ser realizado por profissionais de saúde habilitados, são esses: médicos, fisioterapeutas, esteticistas, entre outros. Sua execução envolve riscos, principalmente quando as condições necessárias para sua realização não são respeitadas. Confira abaixo!

Quais São os Riscos da Criolipólise?

Os riscos são poucos, mas é preciso tomar cuidado e procurar profissionais de segurança. Listamos os riscos abaixo, confira!

Queimaduras

Quando falamos em queimaduras, dá até um certo frio na barriga! Assusta, né? Mas podem ocorrer sim!

Essas queimaduras ocorrem por diversos fatores, os equipamentos podem não possuir um controle sobre a temperatura empregada durante o protocolo. As plataformas de criolipólise da Adoxy, por exemplo, possuem um sistema de controle de temperatura, o CET (Controle Efetivo de Temperatura). Esse dispositivo garante mais segurança ao paciente, evitando falta de controle citada acima. Ao realizar leituras de temperatura constantemente, reduz os riscos do manípulo apresentar medidas inferiores ou superiores do que as selecionadas pelo profissional.

Queimaduras podem ocorrer também quando uma manta anticongelante de qualidade inferior, ou quando esse material é reutilizado. Peça sempre ao profissional que abra a manta e descarte-a na sua frente para que você tenha a certeza de que não será utilizada novamente.

Como evitar ciladas?

A criolipólise é um procedimento seguro quando feito por profissional habilitado e sério, preocupado com a saúde de seus pacientes. Duvide de preços muito baixos, não se engane! Não é um tratamento barato, para mais dicas de como evitar intercorrências, confira as dicas de nossa responsável técnica, Drª. Michele Matias!

Agora que você já sabe quais são os riscos da Criolipólise, escolha um profissional de segurança para realizar o procedimento. Para mais conteúdos como esse, acesse o nosso blog.

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba todas as novidades
da Adoxy no seu e-mail