Criolipólise: o que é e como funciona?

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
Share on whatsapp

O que é Criolipólise?

Você já deve ter ouvido falar nesse procedimento que é tido como milagroso. Quantas pacientes procuraram por esse tratamento na sua clínica? Quantas fotos de antes e depois você já teve acesso e ficou impactado com o resultado? Mas você já parou para pensar em como funciona o processo, desde o congelamento até a eliminação das células de gordura? Continue lendo e descubra o que é criolipólise e como funciona.

A criolipólise é uma técnica não invasiva para redução de gordura localizada, tendo início em 2008 nos Estados Unidos, quando os doutores Dieter Manstein e Rox Anderson iniciaram suas pesquisas. Dois anos se passaram até que a tecnologia conseguisse permissão para ser utilizada com fins estéticos. A ANVISA liberou a técnica no Brasil em 2012.

Como funciona?

O método gera perda de calor no tecido adiposo, sendo assim, submete o paciente a temperaturas que variam de 8ºC a -15ºC. Essa exposição das células de gordura ao frio extremo induz à cristalização dos lipídios (gordura), localizados no interior do citoplasma do adipócito (células de gordura), como resultado ocorre a destruição dessas células.

O manípulo aplicador exerce uma pressão negativa, além de atingir temperaturas muito baixas, a ponto de causar um congelamento. A aplicação do frio intenso congela apenas o tecido adiposo não lesionando nenhum tecido adjacente. Em consequência dessa falta de oxigenação, um processo inflamatório é iniciado na área tratada.

Ação da Criolipólise no organismo:

Esse processo de inflamação é denominado de paniculite. Os primeiros estudos de criolipólise relataram que os tecidos ricos em lipídios são afetados quando lesionados por baixas temperaturas. Controlando a aplicação do frio na pele, percebeu-se que é possível lesionar de forma seletiva os adipócitos, evitando danos à epiderme e derme, sendo eficaz no tratamento de excesso de tecido adiposo.

A criolipólise é capaz de realizar a apoptose (morte programada das células) do adipócito através de uma paniculite local. Esse reflexo é possibilitado pelo resfriamento do tecido, reduzindo a camada de gordura.

A paniculite é considerada o fator desencadeador da apoptose, sendo responsável pelo resultado estético do tratamento.

Além disso, a reperfusão é o rápido retorno de fluxo sanguíneo após um período de isquemia (ausência de oxigênio), gerado pelo vácuo quando o manípulo está acoplado no paciente. As lesões causadas durante esse processo liberam agentes inflamatórios e fatores citotóxicos (capazes de destruir outras células), estimulando as caspases, enzimas que promovem a decomposição do DNA nas células apoptóticas.

Indicações e Contraindicações

Indicações: gordura localizada.

Contraindicações: gravidez, lactação, cicatrizes, hérnia na região, afecções cutâneas, doença auto-imune, diabetes, neoplasia, obesidade, hemoglobinúria paroxística ao frio, neuralgia pós herpética e doenças relacionadas ao frio.

Manípulos Convencionais

Os manípulos de criolipólise convencionais são compostos por duas placas de resfriamento (Coolplate), assim o congelamento do tecido é realizado na região de contato com essas placas. A redução de gordura na área tratada é de 20% a 27%.

Criolipólise 360º!

Já a criolipólise 360º é denominada dessa forma, pois toda a sua cavidade é composta por uma liga metálica, resfriando por completo a área tratada.

E quais as vantagens?

Mais segurança para o seu paciente, uma vez que o profissional aplicador não precisa parametrizar o equipamento com temperaturas críticas, e a redução de até 82% de gordura localizada na região tratada.

Como garantir a segurança dos seus pacientes?

Em primeiro lugar, uma manta anticongelante deve ser utilizada durante o procedimento para proteger a pele do paciente das baixas temperaturas. Lembre-se de verificar se a manta que você utiliza é registrada como um produto médico na ANVISA e que não pode ser reutilizada!

As plataformas Adoxy são equipadas com um sistema de controle de temperatura, o CET (Controle Efetivo de Temperatura). Esse dispositivo garante mais segurança durante o protocolo, controlando a temperatura que o dispositivo entrega realmente no manípulo! Ao realizar leituras dos valores constantemente, reduz os riscos da ponteira apresentar medidas inferiores ou superiores do que as selecionadas pelo profissional!

Os resultados!

É importante ressaltar que a criolipólise não é um processo de emagrecimento, sendo indicada apenas para a tratar a gordura localizada, como flancos, papada, abdômen, entre outras regiões.

Os primeiros resultados são percebidos entre quatro e oito semanas após a aplicação e a gordura continua a ser eliminada por até seis meses (esse período pode variar de acordo com o organismo de cada paciente).

Pensou Criolipólise, pensou Adoxy!

A Adoxy está sempre a frente quando o assunto é inovação. Pioneira, lançou o Asgard VC10, plataforma de criolipólise, o primeiro no mundo a possuir quatro manípulos simultâneos, levando um melhor custo benefício aos clientes. Depois foi a vez do lançamento do manípulo 360º, possibilitando a realização da criolipólise em cinco dimensões apresentando um resultado incrível, com redução de até 82% de gordura na área tratada. Para completar o nosso time, quando o assunto é congelar células adiposas, chegou o Asgard VC9, versão compacta com dois manípulos e a mesma eficiência.

Conheça mais sobre a tecnologia nessa matéria do Terra.

Conheça nosso time completo e encontre a melhor solução para o seu negócio!

LEIA MAIS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba todas as novidades
da Adoxy no seu e-mail